Entenda como funciona o sistema de emissão de boletos para MEI e autônomos!


boleto bancário
Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone
 

Entenda como funciona o sistema de emissão de boletos para MEI e autônomos!

Emissão de boletos – Já sabemos que os pequenos empreendedores são fundamentais para a economia do país. Além da quantidade de empregos que geram, muitas das novas ideias de negócios capazes de transformar a realidade surgem justamente de pessoas comuns, ainda com pouco capital para investir.

Por isso, o microempreendedor individual tem direito a uma série de benefícios do governo, como a adesão ao Simples Nacional. Entretanto, é preciso dominar diferentes procedimentos para se conseguir servir bem ao público. E entre esses procedimentos podemos citar o domínio do gerenciamento de seus recebimentos.

Sendo assim, nada melhor do que saber mais sobre o sistema de emissão de boletos, não é mesmo? Para entender tudo sobre o assunto, continue lendo este post!

O que é o boleto bancário

Antes de tudo, é bom começarmos por definir o boleto bancário. Basicamente, o boleto é um documento de pagamento de contas que a empresa gera para seus clientes, portanto o valor e a data de vencimento descritos no papel. Em posse dele, o cliente pode pagar sua dívida até a data limite em casas lotéricas e agências bancárias.

Como ele funciona

A partir de uma conta corrente habilitada, já é possível começar a despachar boletos. Você pode obter esse benefício de maneira simples, bastando entrar em contato com seu banco.

Então, para emitir os boletos é preciso que exista um cedente, ou seja, a empresa que vai trabalhar com o sistema de boletos, a quem cabe enviar esse documento ao seu cliente —também chamado de sacado — que tem um prazo pré-determinado para realizar o pagamento da conta. Quando o prazo é superado, ainda se pode fazer o pagamento acrescentando a ele o valor da multa.

Assim, para o cliente existem diferentes opções de pagamento, como usar o número do boleto via internet banking ou aplicativos de aparelhos celulares, ou então, como é mais comum, imprimir o boleto para realizar o pagamento pessoalmente, em agências bancárias ou casas lotéricas.

consulta de cnpj

Consulta CPF

Por que emitir boletos

A emissão de boletos bancários permite uma série de vantagens para o pequeno empreendedor. Entre elas, estão:

  • credibilidade: pequenas empresas podem causar certa desconfiança no mercado. Até conseguirem se estabelecer e ganhar a confiança dos consumidores, pode demorar algum tempo, sendo assim, quando você oferece uma opção de pagamento confiável como o boleto bancário, você gera credibilidade, já que o processo envolve questões legais;
  • profissionalismo: da mesma forma, você se distancia do amadorismo de muitas empresas pequenas. Oferecendo esse recurso, sua empresa desenvolve uma prática profissional que agiliza os processos e confere maior seriedade a eles;
  • segurança: o boleto bancário é seguro tanto para a empresa, que tem como controlar os pagamentos da clientela, quanto para os próprios clientes, pois eles tem o aval da instituição bancária em relação ao negócio;
  • comodidade: em tempos em que a tecnologia tomou conta de praticamente todos os espaços, recursos como aplicativos de celular e internet banking permitem que pagamentos sejam feitos de maneira simples, e sem muito gasto de energia, com o uso dos boletos;
  • alternativa: o boleto também é uma opção de pagamento interessante para casos como empresas que trabalham com a venda de produtos via e-commerce, por exemplo, pois pode se tornar uma alternativa para que os clientes não precisem se cadastrar em outros serviços, como PagSeguro e PayPal.

Como fazer para gerar boletos

É bem simples: basta solicitar ao banco que sua conta seja habilitada a fim de emitir títulos de cobrança, cabendo a você optar entre os tipos de carteira de cobrança disponíveis, que são a cobrança sem registro e a cobrança com registo.

  • cobrança sem registro: gratuitamente, o empreendedor pode emitir o boleto para que ele seja pago sobre o valor creditado, com as taxas variando de acordo com cada banco. Quem preenche as informações e as envia é o próprio cedente;
  • cobrança com registro: os boletos são enviados por arquivo de remessa e emitidos com conhecimento do banco, sendo tarifados no ato da emissão, cabendo ao próprio banco os serviços de impressão e cobrança.

Quais são os tipos de boleto

Existem três formatos de boleto bancário: o avulso, o carnê e o carnê simples. A seguir, vejamos mais sobre eles:

Boleto avulso

Este é o mais comum, sendo útil para pagamentos à vista devido ao seu formato, que facilita o pagamento imediato.

Boleto em formato de carnê

Quando a cobrança tem periodicidade pré-definida, o ideal é contar com o formato do carnê. Nele, todas as parcelas da prestação são geradas de uma única vez e concentradas no documento, diminuindo assim gastos do cedente com taxas de emissão.

Boleto em formato de carnê simples

O diferencial deste modelo é que ele permite ao cedente gerar o boleto e fazer a cobrança sem que haja a participação do banco no processo, com isenção de taxas. No entanto, é bom tomar cuidado: a ausência do banco neste processo pode enfraquecer sua empresa em casos de inadimplência do consumidor.

Como emitir boletos bancários

É possível emitir boletos a partir do site do banco do cedente ou, então, por meio do aplicativo da instituição bancária. Além disso, existem sistemas desenvolvidos especialmente para gerar boletos, visando simplificar o serviço e permitir ao cedente um acompanhamento detalhado de todo o processo, o que facilita a organização da empresa.

Quem pode emitir boletos bancários

Pessoas físicas e pessoas jurídicas podem fazer essa solicitação junto aos bancos. No caso de autônomos, é preciso procurar a sua agência e verificar as condições que variam de acordo com cada instituição. Fatores como o histórico do correntista, tempo de conta aberta — além do tipo de serviço prestado — são fundamentais para que o pedido seja aprovado.

Já para pessoas jurídicas, o processo é facilitado, bastando ao correntista contratar a ativação do serviço em sua conta empresarial.

Emissão de boletos: garantindo esse benefício para seu empreendimento

Como vimos, tanto para trabalhadores que atuam como MEI como para autônomos, é imprescindível considerar o uso de boletos bancários como meio para obter uma série de vantagens na busca pelo sucesso.

Enfim, é importante reforçar que o banco pode cobrar pela emissão de boletos, bem como a compensação deles, uma vez que agora o banco central exige que todos os boletos do país sejam registrados para evitar fraudes — algo que acabou encarecendo o custo de emissão desses boletos.

E então, gostou do post? Quer saber como podemos te ajudar? Entre agora em contato conosco!

 

maquina de recarga

maquina de recarga de celular

Compartilhe com os amigosShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Deixe uma resposta